Google+ Followers

23.12.04

Natal de 2004

Mensagem de Natal e de Ano Novo.

Precisamos resgatar o verdadeiro espírito do Natal.

Há anos venho vendo, vivendo e convivendo com uma celebração de Natal que é festiva, é alegre, e é até mesmo autêntica. Mas acaba sendo vazia.

Esta época de final de ano é propícia para reflexões, avaliação do que passou, do que fomos e fizemos, do que queremos... Da vida, enfim. Então proponho-lhe uma nova reflexão: o que é, realmente, o Natal?

Para ajudar, expresso-lhe a minha visão: o Natal é uma festa cristã. Marca um dos maiores eventos da nossa história, o nascimento de uma criança, o filho de Deus, que veio ao mundo para oferecer sua vida por todos nós, e nos salvar. Para abrir-nos de volta as portas do paraíso, e nos mostrar a verdade, a vida e o caminho para lá chegar.

Certamente podemos comemorar o Natal com festa, com presentes, com alegria... Mas ainda assim será uma festa vazia. Daquelas que acabam com o alvorecer, e no máximo deixam uma ressaca, sujeira, alguma bagunça. No máximo, o alarido das crianças, felizes com seus brinquedos novos, na manhã seguinte. Muito pouco!

Mas também podemos acrescentar a esta comemoração algo mais. Comemorar o Natal também como uma festa do amor, da humildade, da caridade e da fé.

Amor do mais puro, mais verdadeiro: daquele que oferece a própria vida, a própria existência, para o bem do outro. Amor de Deus. Amor que nos proteje do ódio, da divisão, do egoísmo e do individualismo. Não se pode amar sozinho...

Humildade de reconhecer que, por mais unidos, corajosos e determinados que sejamos, não vamos mudar o mundo, torná-lo um lugar melhor, sem a ajuda e a presença de Deus. Nós somos limitados, e nossa limitação muitas vezes nos faz agir de modo irracional, transforma uma saudável ambição em uma ganância sem limite, em arrogância destrutiva.

Da caridade, sim, autêntica. Daquela que nos permite orgulharmos internamente, exultarmos bem lá no fundo de nosso coração, ao fazermos algo de bom (e do bem) para quem quer que seja, e nos sentirmos felizes por isso. E não do paternalismo inconseqüente, do assistencialismo barato ou do sentimento de culpa por estar melhor (ou ter, ser mais) do que alguém...

E da fé : fé em nossos valores, em nossos princípios morais, cívicos... Fé em Deus. Sim, esse mesmo Deus de quem, afinal, estamos comemorando mais um aniversário. Não é justo?

Creio que, comemorando o Natal dessa maneira, estaremos prolongando a festa do Natal, e nos preparando para uma festa de Ano Novo muito mais bonita, mais alegre, pois estaremos renovados e nos renovando, tal como o ano. Afinal, sentiremos a sensação de termos nascido novamente... renascido! E poderemos respirar, na noite que apaga o ano velho e acende o novo ano, uma brisa, um sopro divino, algo maravilhoso que tomará todo o nosso ser: o sopro da vida, e da paz. Da única e verdadeira paz!

Buscamos e desejamos sempre a paz: mas que paz conseguiremos, sem a recebermos de Deus? E que paz poderemos trazer ao mundo, se não estivermos, nós mesmos, em paz?

Então, que o verdadeiro espírito de Natal te acompanhe nestas festas, e que você tenha A PAZ. Que o ano que se encerra deixe-lhe apenas as boas lembranças, e que o vindouro lhe prepare gratificantes momentos de vida, em todos os sentidos.

Um Feliz Natal de 2004, e um Feliz Ano Novo!

São os meus sinceros votos a você.

7.7.04

O lugar das 'esquerdas', principalmente o do PT!

Bem dizia o Delfim Neto que deveríamos eleger o Lula em 1994, pois assim pouparíamos pelo menos 20 anos de aborrecimentos. Taí a história confirmando a opinião dele.

Agora que o Lula já ' chegou lá ', mostrou a que veio - ou não mostrou nada, afinal, só nos resta levá-lo, junto com o PT, de volta para a oposição. O ruim é que, nem mesmo lá, poderão retomar a retórica de virgens vestais, guadiães da moralidade e da ética na política, defensores dos pobres, da justiça e do bem-estar dos brasileiros!!!

Creio que, a partir daí, ficaremos de olho nos 'protestos' da 'sociedade civil organizada', e naquilo tudo que sempre foram mestres em fazer: atrapalhar a vida da nação...

E, de dedo em riste, poderemos afirmar sem medo: 'Vocês tiveram a sua chance, e o que fizeram? Provaram que eram piores que todos os que lhes antecederam!'

Passarão então pelo menos mais vinte anos... E estaremos livres de maiores aborrecimentos...

5.7.04

O povo pensa, sim !

O STF, julgando uma ação da Câmara de Vereadores de Mira Estrela, reduziu o número de vereadores daquela cidade dos atuais vinte e um para nove.

Em entrevista para uma rede de televisão, uma senhora de aparência bem simples, do 'povão', expressou-se dando uma grande lição de sabedoria popular: "É bom, né? Assim tem menos gente para não fazer nada! Atrapalham menos..."

4.7.04

Mentiras...

Após combater veementemente os pedágios, usando contra as concessionárias todos os adjetivos possíveis - e nem tão politicamente corretos assim, o governo Requião resolve... Construir seus próprios pedágios !!! É piada de mau gosto??? Ou é o descaramento, o mesmo em voga no governo federal, que jogou por terra todas as suas crenças e promessas de campanha, passando a fazer exatamente aquilo que antes criticava???

Será uma síndrome nacional da 'cara de pau' ???

Chamem os ' caras-pintadas ' !!!

3.4.04

Pornografia?

Leio na 'Gazeta do Povo' que cartilhas de 'educação sexual' distribuídas em escolas do Paraná contém 'importantes informações para quem quer ser travesti' e para a 'prática saudável de sexo entre mulheres'...

Leio no 'Jornal do Estado' que o filme de Mel Gibson, 'A paixão de Cristo', pode ser considerado pornográfico... Aliás, pelos critérios inquestionáveis do articulista, Sr. Alexandre das quantas, toda a bíblia deve ser um grande livro pornô!!!

Saudável mesmo é o programa do Ratinho, da Monique Evans... a defesa dos 'direitos' dos homosexuais - que, via de regra, acabam sendo mesmo é descarada propaganda, incentivo e afronta àqueles que se dão o direito - que audácia! - de achar que homem é homem, mulher é mulher, e que casais são formados por um de cada sexo!

O que nos resta, senão pedir a intervenção de Deus em nosso favor?

29.3.04

Mentiras...

Na mesma semana em que o MST avisa que vai promover um 'abril vermelho', o presidente Lula-lá libera R$1,7 bilhões para a 'reforma agrária' - leia-se para os companheiros do MST, desapropria duas fazendas no Mato Grosso do Sul e avisa : não vai fazer a reforma agrária 'no grito' !

Não há mesmo o que dizer. É tão escancarada a mentira, a enganação! E é tão visível a incompetência para todo o resto, que realmente me sinto perplexo. Às vezes tenho vontade de acordar, pois me sentiria bem mais tranqüilo ao saber que tudo isso não passou de um sonho ruim, de um pesadelo...