Google+ Followers

24.5.06

Santas coincidências, Batman!

Haja coincidência! É muita coisa para meus frágeis bilhões de neurônios...

A Polícia Federal prendeu o ex-funcionário da Itaipu binacional , Laércio Pedroso, ontem, no aeroporto internacional Afonso Pena. O sujeito é aquele que denunciou a corrupção na Itaipu. Estava indo a Brasília para participar de uma audiência no Congresso. Entregou uma mala com vários quilos de documentos - que comprovariam a bandalheira - ao assessor do Deputado Luiz Carlos Hauly, Amauri Escudero.

Laércio foi preso, acusado de participar de esquemas de fraudes e etc., e o assessor teve a mala retida pela polícia federal de Brasília, por ordem da Polícia Federal do Paraná.

E agora? Vamos acreditar em quem? É muita coincidência, não? Chamem o Robin...

Bandido vota em quem, mesmo?

Como algumas coisas são interessantes, não? E a 'mídia' deixa de lado... Curiosamente!

A Polícia Federal apreendeu uma 'carta' do PCC que orientava os membros, entre outras 'instruções', à votar no PT nas próximas eleições.

Eles se entendem, eles se conhecem. Isso é que é crime organizado. E 'companheiro'... Será que alteraram o velho ditado, e agora acreditam que 'ladrão que vota em ladrão...' ?

5.5.06

Mais dois estelionatos eleitorais a caminho...

É preciso enxergar além das imagens.
É preciso ouvir além das palavras.
É preciso estar atento, ligar os fatos e ponderar muito.
'Os filhos das trevas são mais espertos que os filhos da luz...'.
A inteligência demanda criatividade, que é ver coisas novas onde todos vêem apenas o velho.
O óbvio ululante, que de tão óbvio, salta aos olhos ao mesmo tempo em que se esconde.

Quase toda a mídia se apressou em criticar a reação do governo brasileiro frente à ação de Evo Morales. A oposição vocifera contra o governo e o presidente. O presidente nada viu, nada sabia... Será?
E ele - e seu partido junto com aliados - ainda defende 'o direito à soberania da Bolívia...', algo que não se questionou nunca. Técnica de despiste?
A serenidade de seus subordinados espanta. Seria tamanha incompetência? Duvido.

O presidente da Petrobrás cancela novos investimentos. Lula o desmente de imediato, em 'cadeia nacional' pela Globo. Teatrinho? Técnica para despistar a midia e a 'opinião pública'?

Além de capitalizar para Lula a imagem do poderoso, do tipo 'aqui quem manda sou eu...'. E deixar a impressão que o governo realmente foi pego de surpresa, está titubeante e desorientado... Será?

Evo Morales precisa fazer a maioria na Assembléia Constituinte para poder promover a revolução bolivariana também na Bolívia. Alguém duvida que a nova constituição, uma vez feita com o apoio da maioria favorável a Morales, não vai possibilitar infinitas reeleições? Mudar a relação de forças, restringir poderes e direitos, etc...? Ajudado por Hugo Chaves - se não conduzido por ele - e por Fidel Castro, o que se pode esperar de Morales? Eleito para promover grandes mudanças, ainda não conseguiu fazer seu governo 'decolar' a ponto de sufocar a oposição. As críticas já surgem, e as cobranças também. O povo boliviano pode (ou vai?) se decepcionar muito mais rapidamente que o povo brasileiro, que elegeu Lula sob condições e promessas semelhantes. Então, há que se fazer algo. Mudar a economia? Nem pensar! Vamos caçar as bruxas, combater o imperialismo, mesmo que seja o imperialismo do... Brasil!

Lula precisa ser reeleito para continuar o projeto, do PT, de perpetuação no poder. Alguém ainda duvida dessa intenção ? A situação de Lula não é assim tão confortável. O histórico é até mesmo favorável a Alckmin, que já disputou uma eleição começando na lanterna. E ganhou. Com a indefinição do PMDB, a coisa se complica. E a economia mundial já começou a sua desaceleração. O câmbio prejudica o carro-chefe das exportações. Até outubro muita coisa pode acontecer. Então, é preciso se preparar. Criar dificuldades para vender facilidades. Não foi isso que ajudou a eleger Lula em 2002? Tudo ia razoavelmente até abril daquele ano, quando Lula começou a despontar nas pesquisas. O discurso do 'quebra tudo', ' contra tudo isso que está aí', revisão das privatizações e expulsão do FMI com o cancelamento dos pagamentos da dívida externa - entre outras 'promessas' - fez o estado das coisas virar de cabeça para baixo. O dólar explodiu, chegando quase a quatro reais. Enquanto o presidente Fernando Henrique via seu governo - e o país - mergulhar no inferno - do qual saiu há bem pouco tempo, se é que saiu, diga-se de passagem - o PT e o Lulinha paz e amor tratavam de tranquilizar o mercado. E vencer a eleição, é claro. É a conhecida técnica do 'bode na sala'. Os nordestinos conhecem muito bem a história. Criar dificuldades para vender facilidades. Piorar tanto que voltar ao que era já se torna uma grande vitória. E então se planeja repetir o golpe. Mais ou menos na mesma época, quatro anos depois...

Mas dessa vez o governo é do próprio Lula e do PT. Piorar a economia seria um desastre. Melhor criar uma pseudo-crise internacional em ambiente controlado. E depois, se for necessário, isto é, se Lula cair nas pesquisas, combalido por golpes em seu calcanhar de Aquiles - a incompetência (já que a corrupção não o derruba mesmo, não e?), resolver como grande e genial estadista e diplomata. Ou como homem de pulso, que impõe uma derrota à Morales e o obriga a voltar atrás.

Então, tudo estará resolvido. Assembléia Constituinte eleita com a maioria apoiando Morales, com o povo boliviano feliz e satisfeito com seu 'grande líder' defensor das causas pátrias. 'Obrigado' pela pressão imperialista do Brasil - e de Lula, o poderoso - ou por organismos internacionais, Morales 'revê' seu decreto e tasca um pequeno aumento nos produtos, nos impostos... Tarde demais para o povo boliviano voltar atrás! No Brasil, se Lula estiver perdendo terreno - afinal, as eleições são no distante Outubro - a brilhante solução será fenomenal. Esfregada na cara - via jornais, internet e TV - daqueles que acusam o governo de incompetência. E pronto!

São mais dois estelionatos eleitorais a caminho. E à custo zero, pelo menos para seus mentores e beneficiados.

Argumentos fortes? Lá vão:

- Porquê só haverá aumento de tributação para a Petrobrás? Existem empresas Espanholas e Francesas na Bolívia, que não sofrerão tanto, como seus próprios dirigentes já declararam.

- Porquê Evo Morales e Hugo Chaves conversaram antes com o primeiro-ministro Espanhol? Zapatero não iria entrar num jogo rasteiro desses, e menos ainda os franceses, os outros interessados no processo. Então, precisavam ser 'tranquilizados'.

- Porquê a reunião dos quatro presidentes foi a portas fechadas? Sem assessores, segundo informado. Era para discutir o problema ou informar Kirchner do plano e conseguir seu apoio ou consentimento?

Tudo planejado em conjunto com o grande mentor Fidel Castro. E podem ter certeza que com a participação de seu fiel escudeiro petista José Dirceu.

Quem achar que estou errado, que apresente argumentos contestatórios. Me convençam!

Por mim, é isso que estamos presenciando. Mais dois esteliontos eleitorais a caminho. No nosso caso, dos brasileiros, vai ser o segundo patrocinado pelos mesmos...

Viveis, e verão.