Google+ Followers

20.12.07

Profeta? Semi-deus? Ungido?

Nada como ter um Presidente assim, não é?
 
Vejo a notícia no site do Estadão: Lula prevê problemas para quem for viajar de avião e fico pensando com meus botões... Não é incrível, não é fantástico? Não é quase sobrenatural?
 
Seria nosso Presidente um vidente? Um ungido? Um profeta ou quiçá, um semi-deus?
 
A que ponto chegamos!!!

13.11.07

A minha história...

Belíssima mensagem recebida da equipe do Gazzag, que vale a pena ler...
 
"Aproveite o dia de hoje para fazer um balanço da sua vida: repense os seus erros e relembre os seus acertos, perdoe-se pelos fracassos e orgulhe-se de suas vitórias. E entenda que erros, acertos, fracassos e vitórias são a sua história, a história da sua vida. E, por isso, devem ser valorizados por igual. Sem eles você não seria quem é hoje.
Desejamos a você muita paz, saúde, alegria e, claro, muito amor.
Feliz Aniversário!
Abraço,
Equipe Gazzag"

11.11.07

42 anos!

Como o tempo passa... Se lavasse, cozinhasse e arrumasse a casa, seria uma ótima diarista!

Parece que foi ontem que eu estava postando aqui sobre meu aniversário de 41 anos. Agora, 42... Como disse minha querida esposa, são apenas dois aninhos de vida, pois a vida começa aos quarenta, não é?

Então, lá vamos nós. Só tenho a agradecer a Deus por esses quarenta e dos anos muito bem vividos, cheios de saúde, alegrias, aprendizado, amizades e muito amor... E que venham os próximos quarenta e dois, na mesma medida!

10.11.07

Monitoramento por chip? Tô fora!!!

Eles não perdem tempo! É um golpe após o outro, quando não são vários ao mesmo tempo... Não dá tempo nem de subir pra respirar!!! O preço da liberdade é mesmo a eterna vigilância!

Primeiro veio a história de rastreio e bloqueio do carro por celular, uma mina de dinheiro para quem fornecer a tecnologia a ser instalada nos veículos, estimada na bagatela de R$2.000,00 por unidade, e também para os que forem prestar o serviço de rastreio... Tem que ser derrubada a qualquer custo essa obrigatoriedade, na verdade apenas mais uma tungada nos compradores de veículos, igualzinha àquela do "kit de primeiros socorros"...

Agora vem essa do monitoramento por chip. Já vi essa história antes. Aqui no Paraná, em um suspeitíssimo projeto do Detran, que felizmente foi abortado à época. Iria render um bom dinheiro... Para o Governo e para uma empresa bem conhecida na praça, que, para variar, não tinha absolutamente nenhum know how no assunto. Mas no que tange a faturar alto, ô!!!

A mais nova regra é instalar chips nos automóveis com as informações de praxe, algo assim como o Renavam e a placa. E sensores ("antenas") estratégicamente instaladas captariam estas informações para identificar o veículo. Nada demais, não muito diferente dos radares que "lêem" as placas dos veículos, já bastante em uso. Qual é problema, então? Simples: invasão de privacidade! Como as tais antenas poderão ser instaladas à revelia - e certamente o serão em abundância - fica muito fácil monitorar o trajeto mais percorrido e os locais mais frequentados pelo veículo. E essas preciosas informações nas mãos erradas (governos com viés totalitário, corruptos, criminosos, políticos e servidores públicos inescrupulosos...) podem fazer a festa da bandidagem...

Ouvi hoje um argumento do tipo "Ah, mas estas informações estarão sob a proteção do Governo". Somente um cracker poderia obtê-las para fins criminosos... Ah, é? O mesmo tipo de informação que é de propriedade (e está sob a guarda) da Receita Federal (CPF e CNPJ) e é vendida em CDs na Santa Ifigênia, em São Paulo? Já temos nossas vidas rastreadas pela CPMF em cada movimento da conta corrente, os cartões de crédito registram todos os nossos hábitos de consumo para o Banco Central, nossos telefones são diuturnamente grampeados legal e ilegalmente... Câmeras de vigilância particular e pública detalham minuciosamente nossos movimentos. Tudo isso em função da insegurança, da criminalidade e da sonegação... Que só aumentam! E que segurança isso tem proporcionado, além de prover imagens sensacionalistas dos crimes para alimentar as redes de TV?

Se o governo quer tornar a cobrança de taxas e impostos sobre os veículos mais eficiente, ele que trate de melhorar a qualidade do serviço público, evitando que seja apenas um cabide de emprego para apadrinhados e companheiros. Que fiscalize de forma mais inteligente, que combata intensamente a corrupção, começando por aquela que grassa a administração pública nas três esferas e que parece ser a regra, e não a exceção. Que combata o desperdício de dinheiro, que reduza os impostos e simplifique o pagamento. A sonegação é alimentada pela burocracia, pelo emaranhado de regras e leis e pelo excesso de impostos abusivos e sem a menor contrapartida, que, no caso do trânsito, representaria estradas melhores, ruas melhores e segurança no trânsito, no mínimo... Alguém aí pode citar algo de bom nesses aspectos? O assunto dispensa comentários, não é?

Se quer melhorar a segurança, que invista as fortunas já arrecadadas na melhoria das forças de combate ao crime, na reforma do judiciário e na efetividade da aplicação das leis.

O Deputado Raul Jungman, com quem posso ter severas divergências, mas considero um homem digno e honrado, e que tem pautado sua atuação pela seriedade, coerência, transparência e competência, já está tomando providências para coibir mais esse abuso. Sou-lhe apoiador e totalmente favorável! Temos que trabalhar para que tenha sucesso.

Eu não confio no Governo. Não quero ter também o meu veículo monitorado por ele o tempo todo. Além disso já pagamos caro demais pela Educação, pela Saúde, pelos Transportes e pela Segurança que não recebemos. E creio mesmo que já cedemos demais ao Governo em nome dessas panacéias. Nunca é demais lembrar que "Quem abre mão da liberdade em nome da segurança perde a liberdade e a segurança"!

Monitoramento por chip? Tô fora!!!

28.9.07

Serviços bancários pela Internet

Para quem considera que os serviços de home banking são um avanço e uma praticidade da vida moderna, vale a pena se prevenir. Quando for fazer uso dos serviços bancários pela internet, siga as dicas abaixo para evitar fraudes com sua conta:
  1. Sempre que entrar no site do banco, verifique se no rodapé da tela do browser aparece o ícone de um cadeado. Além disso, clique duas vezes sobre esse ícone: uma pequena janela com informações sobre a autenticidade do site deve aparecer . Em alguns sites piratas o cadeado pode até aparecer, mas será apenas uma imagem e ao clicar duas vezes sobre ele, nada irá contecer.
  2. Antes de clicar sua senha nos teclados virtuais, minimize a página. Se o teclado virtual for minimizado também, está correto. Se ele se mantiver na tela sem minimizar, é bem provável que seja falso (pishing)! Não tecle nada.
  3. Ao acessar o home banking e suspeitar do site, digite UMA SENHA ERRADA na primeira vez. Se aparecer uma mensagem de erro significa que o site é realmente do banco, porque o banco tem como checar a senha digitada. Mas se ao digitar a senha errada o site não acusar erro, mau sinal. Sites crackeados (piratas) não tem como conferir a informação, pois o objetivo é apenas capturar suas informações e sua senha.
  4. Evite acessar os serviços bancários de computadores em locais públicos (lan house, cyber café) ou de lap tops através de redes sem fio (wifi zone, wireless) nesses locais (e também em shoppings, aeroportos, hotéis). Se for imprescindível, inveitável mesmo, certifique-se de fazer todas as operações o mais rápido possível e, logo em seguida, bloqueie seu acesso, errando a senha propositalmente pelo número máximo de vezes permitido pelo banco (normalmente três vezes). Assim seu acesso fica bloqueado, mas o de um cracker que possa ter roubado sua senha, também. E então você deverá solicitar ou cadastrar uma nova senha. Mas muito cuidado: a maioria dos bancos exige sua presença para uma nova senha, ou a envia pelo correio para sua casa. Então jamais faça isso em finais de semana, durante viagens ou feriados prolongados: a lei de Murphy diz que você vai precisar acessar novamente a conta...

Os pequenos procedimentos acima são simples, mas certamente ajudarão a você a não engrossar as estatísticas das vítimas de fraude virtual.


E, finalmente, lembre-se: a internet, como parte do mundo real, não é repleta de Frades Fransciscanos que devotam sua vida ao trabalho gratuíto, e também não é povoada por padrinhos mágicos empenhados em lhe dar a felicidade plena e constante: se a esmola for demasiada, o santo desconfia, já diz o velho ditado.

Informe isso aos seus amigos e conhecidos.

22.9.07

Privatizando a Amazônia.


Na cara dura, o governo anunciou nesta semana seu mirabolante plano para salvar a Amazônia: privatizá-la. Isso mesmo! O que o governo do partido dos companheiros, tão avesso à privatização - aliás, como à todo o restante das práticas de outros partidos que acabou incorporando, aprimorando e ainda reclamando a autoria - acaba de anunciar, não pode ser chamado de outro nome senão de a privatização da Amazônia.
 
É mais do que preocupante. Há pouco, sob orientação desse mesmo governo, o Brasil se declarou favorável ao reconhecimento de nações indígenas praticamente autônomas, dentro das quais nem mesmo as Forças Armadas poderão agir... Ainda não é lei. Ainda. Considerando que quase 10% do território nacional já é composto de reservas, coincidentemente instaladas em pontos geográficos estratégicos ou sobre imensas jazidas, dá para imaginar o que pode acontecer em um futuro não muito distante: Já pensou? A "República Bolivariana Raposa Serra do Sol", por exemplo, seria um magnífico exemplo de democracia e "socialismo". Afinal, se o "índio cocaleiro" pode conduzir a revolução bolivariana na Bolívia, qualquer outro índio também o poderá, não? Não vão faltar repúblicas...
 
Voltando à Amazônia, seria cômico se não fosse trágico. O plano mirabolante é permitir o "manejo sustentado" que pressupõe a extração de madeira, entre outras atividades. Lógico, tudo controlado pelo governo. Por esse mesmo governo, que não consegue controlar absolutamente nada na situação atual, da biopirataria ao tráfico de drogas e invasão por narcoguerrilheiros, passando por queimadas, grilagem, desmatamento, extração ilegal e contrabando de madeira, pedras preciosas e ouro.
 
Apesar disso tudo, o governo achou a solução: leiloar a guarda de lotes da Amazônia para a iniciativa privada... E eu que achava que eram lorotas as histórias de ONGs estrangeiras que arrecadavam fundos para "comprar" a Amazônia... Ótimo negócio, esse!!!
 
Sou favorável à privatização. Incondicional. Deveria restar ao governo apenas as funções legislativas e judiciárias, policias, forças armadas e agências regulatórias. Nem educação, nem saúde, nem previdência... Quanto menos governo, menos impostos, menos corrupção. Entretanto, nesse caso em específico, duas coisas chamam a atenção: a naturalidade com que os outrora anti-privatistas anunciaram a solução mágica, e a excessiva confiança no sucesso do processo todo, como se fosse a coisa mais simples e natural possível. Algo assim como o famoso ovo de Colombo, que só não foi implementado por governos anteriores por incompetência e falta de vontade política.
 
É o governo Lula, tão original, privatizando a Amazônia!

3.9.07

Pensamento do dia.

O pensamento de hoje é mais que um pensamento: é uma lição para toda a vida! É para anotar e carregar sempre consigo.
 
"Confia teu caminho ao Senhor
Crê n' Ele
E Ele tudo o mais fará"
Salmos 37,5
 
O próprio Jesus reforça-o em uma das mais belas passagens do Evangelho, em Mateus, 6,33: "Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas."

24.8.07

É fogo!!! (2)

Nessa época do ano, próxima ao final do inverno, são alarmantes as notícias sobre queimadas e incêndios por todo o país.

Parques, florestas e reservas ardem cercadas por chamas de impressionante vigor. Pode-se dizer que o verde de nossas matas recebe um "colorido especial", um mosaico de fumaça, chamas, carvão e cinzas... Que tristeza!!!

Mas há uma compensação. Sim, há uma boa notícia, meus caros!!! Assisto pela TV, incrédulo, à uma espetacular mobilização nunca antes vista neste país -para usar uma frase em moda, quase obrigatória mesmo. ONGs das mais diversas áreas do pais, ecologistas, defensores do verde, das matas, dos micos-leões e da ararinha, "margaridas" e sem-terras, agentes da pastoral da terra, IBAMA, INCRA, Green Peace, SOS Mata Atlântica, SPVS, uma imensa legião de guardiães da natureza, milhares, milhões enfim... Todos se unem aos minguados e sofridos bombeiros e defensores civís para apagar o fogo! É impressionante ver tamanho desprendimento e dedicação à essa nobre causa!

E como trabalham! Com o mesmo afinco com que defendem a natureza da selvagem exploração capitalista, dos horríveis latifundiários, das multinacionais e dos transgênicos, avançam bravamente contra as chamas e as detem! Como é lindo ver tamanha força e coragem! Isso sim é que é defender uma causa!!! Que exemplo!!!

Não? Não é isso que acontece? Sonhei? Estou redondamente enganado? Sério? Oh, que horror!
São apenas alguns bombeiros? Minguados agentes da defesa civil? Pouquíssimos voluntários e alguns abnegados agricultores? Oh, não!!!

Nem mesmo o beija-flora da fábula, "fazendo a sua parte"? Que decepção!!!

É fogo!!!

É fogo !!!

Algumas coincidências me causam estranheza. Até mesmo porque - talvez pelo fato de trabalhar desde há muito na área de tecnologia - sou avesso à crença cega em coincidências.
 
Há alguns dias venho acompanhando no noticiário em geral um especial destaque dado às notícias envolvendo soldados do corpo de bombeiros. Bombeiros sequestradores, ladrões... Criminosos, enfim. Curiosamente, bem há pouco tempo foi divulgada uma pesquisa evidenciando que o Corpo de Bombeiros é uma instituição que inspira confiança na população em geral. Confiança esta bem acima da média de outras instituições, como a Polícia Militar e a própria mídia. Será que os bombeiros ficaram descontentes com tal deferência, e repentinamente passaram para "o outro lado", o dos bandidos?
 
Será que, como em qualquer outra instituição, sempre houveram os "maus bombeiros", mas até então não mereciam a devida atenção? Ou será que, dado o resultado da pesquisa, cabe também uma desmoralização da corporação, para que passemos a temer também os bombeiros? Já que, pela cartilha vigente, não podemos contar com a polícia, com as autoridades... Mais uma instituição desmoralizada? E agora - como exclamaria aquele vermelho herói mexicano, - quem poderá nos defender? Será que não é exatemente esse o propósito de tanta evidência? Ou será apenas concidência? Mistérios...
 
É fogo!!!

17.8.07

Nós, os palhaços!

O palhaço é uma figura especial. Apesar de ser associado freqüentemente a algo ruim, de ser até mesmo um xingamento - creio que por algum desses infelizes desvios que acontecem com as palavras – a palavra "palhaço" deveria estar associada à alegria, à diversão.

Mas não é nesse sentido que usamos a expressão "ser feito de palhaço", e sim para referirmo-nos àquele que sempre leva a pior, que se dá mal, que leva os tombos, os baldes de água, as explosões e as tortas na cara... Enfim, se dá mal, para que outros se divirtam. Para que riam dele. De suas peripécias ou infortúnios.

Difícil de entender? Não. Talvez para os bem-intencionados, não. Para os preparados intelectual e culturamente, não. Para os honestos e sinceros, não. Mas não é o caso do apedeuta. E nem de sua claque, incluídos aí os aproveitadores de plantão, entre os quais o que por ora ocupa o governo do Rio de Janeiro.

No dia de ontem, em mais um surto de superação asnática, o apedeuta quis passar um pito em manifestantes no Rio de Janeiro, dizendo que eles não teriam maturidade política. Claro, para ele maturidade política é o que têm os "usuários" do bolsa esmola, dispostos a aplaudir até mesmo um futum de Sua Inçelença...

Aliás, aqui é necessário fazer um breve interregno. O apedeuta também falou sobre essa preciosidade. Disse que as pessoas criticam o bolsa esmola mas não criticam as bolsas, de valor muito maior, que o Governo dá para alguns poucos - muito poucos, demasiadamente poucos, diga-se de passagem – estudarem no exterior. Mesmo desconsiderando a conhecida desonestidade intelectual do dito cujo, é difícil colocar no mesmo cesto duas coisas tão distintas: bolsas de estudo, para pessoas que se destacam e que – invariavelmente, por sua dedicação e esforço próprio - demonstram que podem evoluir e contribuir mais e de maneira melhor para o país, para a sociedade e para os seus. Para isso, dedicam-se, esforçam-se, produzem, destacam-se. Agregam valor e conteúdo. Fazem, enfim. E do outro lado, temos o bolsa esmola. De origem decente, bem-intencionada até, - e cabe ressaltar, criada pelo governo anterior - deveria contemplar desassistidos momentaneamente, de forma a lhes dar dignidade e condições para, com seu próprio esforço, abandonarem rapidamente a situação de miséria e mendicância. Mas a ganância petista por poder absoluto e eterno enxergou aí uma incrível máquina de perpetuação no poder. Expandiu e transformou o projeto original em uma incomensurável fábrica de popularidade lulista e de votos, colocando seus usuários em uma armadilha. E de quebra ainda é uma arma político-eleitoral-ideológica arrasadora, quase uma "big fat" sobre a hiroshima daqueles que ousam questionar o uso desvirtuado. É difícil reconhecer isto, mas a verdade é que a "produção" dessa massa de "usuários" do bolsa esmola é destinada quase totalmente aos esgotos – a maior parte a céu aberto - depois de passar pelo processo digestório... Nesse aspecto em quase nada difere de suas opções eleitorais, na maioria das vezes...

Voltando à questão, somos sim, palhaços. Vivemos frente a um bando de aproveitadores - uma quadrilha mesmo, como disse o Procurador – que cresce continuamente e ri de nossa situação ridícula, ordenando o "relaxa e goza", mostrando o "top-top-top fuc-fuc-fuc" ou dizendo que pagamos CPMF e nem sentimos... Entre outras preciosidades. E isso é apenas o que chega até nós. Imaginemos como seria em ambientes privados, fechados ou no círculo íntimo...

Nós somos palhaços, Sua Inçelença. Temos sido continuamente feitos de palhaços, de bobos e idiotas pelo senhor e por todo o bando. E se haverá, algum dia, um protesto dos verdadeiros palhaços – os que fazem palhaçadas por amor à profissão – contra nossa condição de palhaços, não será pelo fato de denegrir a imagem deles: será pela concorrência desleal. Afinal, somos em imaior número. A contar pelos resultados da última eleição, somos mais de sessenta milhões, nós, os palhaços que não lhe queríamos novamente no poder.

16.8.07

Vencedor X Derrotado

O vencedorO derrotado
Diz: "Se é para vencer, é comigo mesmo!"Diz: "Não posso fazer nada..."
Transforma sonhos em realidadeTransforma a realidade em sonhos
Dá forçaControla
Diz: "Vamos descobrir"Diz: "Niguém sabe"
Faz parte da soluçãoFaz parte do problema
Não tem medo de perderTem medo de vencer
Arranja tempoPerde tempo
Assume compromissosFaz promessas
Diz: "Vou fazer!"Diz: "Vou tentar..."
Diz: "Sou bom, mas não tanto quanto posso ser!"Diz: "Não sou ruim como muitas outras pessoas!"
OuveSó espera sua vez de falar
Vê as pessoas fazendo coisas certasVê as pessoas fazendo coisas erradas
Aprende com os outrosSe ressente com quem sabe mais
Vê oportunidadesVê problemas
Faz!Fala em fazer...
Sente-se responsável até pelo trabalho que não é seuDiz: "Sou apenas um empregado..."
Diz: " Tem de haver um jeito melor de fazer isso!"Diz: "Isso sempre foi feito desse jeito!"
Elogia os outrosReclama dos outros
Está disposto a pagar o preçoQuer tudo de "mão beijada"
Espera o sucessoEspera o fracasso

Autor: Wolf J. Rinke, no livro "As 6 estratégias para vencer na vida, no amor e nos negócios".

15.8.07

Sejamos girassóis!

Assim como os outros órgãos dos sentidos, nossos olhos são seletivos.
Nós focalizamos o que queremos ver e deixamos de ver o restante.
Então, escolha focalizar o lado melhor, mais bonito, mais vibrante das coisas, assim como um girassol escolhe sempre estar virado para o sol!
 
Você já reparou como é fácil ficar de baixo astral? "estou de baixo astral porque está chovendo, porque tenho uma conta para pagar, porque não tenho exatamente o dinheiro ou aparência que eu gostaria de ter, porque ainda não fui valorizado, porque ainda não encontrei o amor da minha vida, porque a pessoa que eu quero não me quer, porque..."
É claro que tem hora que a gente não está bem. mas a nossa atitude deveria ser a de uma antena que tenta, ao máximo possível, pegar o melhor sinal, ou seja, o lado bom da vida. Na natureza nós temos uma antena que é assim: o girassol! Mesmo que o sol esteja escondido atrás de uma nuvem. Nós temos que ser mais assim, aprender a realçar o que de bom recebemos. Aprender a ampliar pequenos gestos positivos e transformá-los em grandes acontecimentos. Temos de treinar para sermos girassóis que buscam o sol, a força, a beleza.
 
Por que só nos preparamos para as viagens, e não para a vida, que é uma viagem? Apreciar o amor profundo que alguém em um determinado momento dirige a você. Apreciar um sorriso luminoso de alegria de alguém que você gosta. Apreciar uma palavra amiga, que vem soar reconfortante, reanimadora. Apreciar a festividade, a alegria, a risada. E quando estivéssemos voltando a ficar mal-humorados, tristonhos, desanimados, revoltados, que pudéssemos nos lembrar de novo de sermos girassóis.
 
Selecione o melhor desse mundo, valorize tudo o que de bonito e bom que haja nele e retenha isso dentro de você. É este segredo de quem consegue manter um alto grau de vitalidade interna!
 
(Autor desconhecido – se alguém souber ou puder identificar, peço que me informe...).

 

Pensamento do dia.

Quem tem boca vaia Lula. Quem tem "boquinha" não!

14.8.07

Menos impostos! Contra a CORRUPÇÃO, dinheiro na mão do CIDADÃO!

Meus caros:

Só há uma coisa que podemos fazer contra a corrupção: secar a fonte! Isso mesmo, secar a fonte. Lutar contínua e desesperadamente pela diminuição dos impostos.
 
O raciocício é bem simples: Menos imposto = menos dinheiro na mão do Governo. Menos dinheiro na mão do Governo = menos corrupção!!!
 
Vamos começar pela CPMF, o mais cínico ("C" de "Contribuição" e "P" de "Provisória" !!!), mais enganoso (foi criado para gerar recursos para a Saúde!!!) e mais cruel de todos os impostos, pois atinge à todos de forma velada e nenhum benefício trouxe à população!
 
Entre nessa luta junto comigo!!! É cidadania, é coragem, é AÇÃO!!!
 
Menos impostos! Contra a CORRUPÇÃO, dinheiro na mão do CIDADÃO!
 
Fiesp faz abaixo-assinado contra a CPMF: http://www.contraacpmf.com.br/

24.6.07

Complexo de Fernandinho Beira-Mar...

As recentes declarações de otoridades, companheiros e adevogados sobre a tal incapacidade do irmão do Presimente para operar como lobista - ou seja, para cometer os crimes que lhe são atribuídos - são, no mínimo, curiosas.

Primeiro pelo fato de antagonizar com a corrente dominante de pensamento - esquerdista, diga-se de passagem - a qual dita que é justamente a origem humilde, a falta de recursos e a falta de formação que levam as pessoas à criminalidade. A tal 'desigualdade social', responsável por todas as mazelas deztepaiz... Não é curioso? Quando é para culpar as Zelites, distribuir a culpa por toda a sociedade, então bandido é de origem humilde, pobre e ignorante... Já quando é para responsabilizar um irmão do Presimente, isso torna-se álibi!

Em segundo lugar, como já se cansou de dizer, essas características que teoricamente absolvem o irmão também são as mesmas usadas para inocentar o Presimente, que nada sabe, nada vê... Mas se um pôde chegar, com toda essa carga de "malefícios", à presidência, então o outro não seria capaz de se tornar um "simples" lobista? Ora, ora, ora...

Depois de todas inovações trazidas pelo partido dominante, agora mais uma: o Complexo de Fernandinho Beira-Mar. Ou seja: para ser imputável, o bandido agora tem que ser intelequitual...

A recíproca é mais fácil de aceitar, pois o que existe de intelequitual bandido neztepaiz...

18.6.07

Rádio Camanducaia II.

Recebi uma agradável resposta do Odayr Baptista, criador da Rádio Camanducaia (http://www.radiocamanducaia.com.br/), mineiro de Poços de Caldas, portanto, gente boníssima!!!

O Odayr tem um trabalho de locutor para comerciais de TV e Rádio que vale a pena ser ouvido, no site Clube da Voz (http://www.clubedavoz.com.br/).

A propósito, me esqueci de mencionar que sou mineiro, natural de Baependi-MG, e me criei em Caxambú-MG e Varginha-MG, todas com as suas respectivas 'Rádio Clube'. E conheço a agradável cidade mineira de Camanducaia, no Sul de Minas, por onde passo sempre que vou à Minas Gerais, desde 1990, quando me mudei para São Paulo e depois para o Paraná, em 1996.

Rádio Camanducaia.

Foi através do blog do Tunico (link aí ao lado) que tive contato com o site da 'Rádio Camanducaia', http://www.radiocamanducaia.com.br.

Criação do Odayr Baptista na década de 70, a virtual Rádio Camanducaia é uma paródia às pequenas emissoras de rádio do interior, que proliferavam naquela época, principalmente em transmissões de AM (Amplitude Modulada).

Em minha infância o rádio foi presença marcante, pois quando o primeiro aparelho de TV entrou em nossa casa, ainda valvulado e preto-e-branco, eu já contava meus onze ou doze anos. Era comum, então, ouvir rádio. Tanto em minha casa quanto na casa dos vizinhos, ou de parentes e amigos que moravam 'na roça', onde passávamos as férias e um ou outro feriado. Aliás, energia elétrica rural era artigo de altíssimo luxo naquela época, e pouquíssimos aparelhos de TV funcionavam à bateria.

A semelhança das 'performances' de Alberto Jr, Alberto Neto e Tanaka Jr. na Rádio Camanducaia com locutores bem menos famosos é impressionante. O site me fez recordar e também me diverte...

Se você é um 4.0 (ou maior litragem) e quer recordar e se divertir, visite o site. Se não, conheça a história e também se divirta. Vale a pena!

14.6.07

Apenas a ponta do ICEBERG...

As palavras da ministra sexóloga que deixaram escandalizados os brasileiros em geral, ontem, na verdade não deveriam surpreender.

Afinal, a atual classe política dominante não parece chegar nunca ao fundo do poço, quer seja no tocante a escândalos, quer seja em matéria de impropérios, asneiras, estultices, mentiras, deboches e assemelhados. Não há limite inferior para essa gente capaz de fazer o diabo em pessoa corar de vergonha. Já o disse, e também já o disseram muitos, parece que o povo brasileiro perdeu a capacidade de se indignar... "Espanou a rosca", como se diz no jargão mecânico. Sou forçado a admitir que penso que isso parece ser mesmo uma estratégia...

Em matéria de escândalos, corrupção e similares, idem. Tudo parece fazer parte de uma absurda normalidade. Talvez isso decorra de uma mistura de desespero de causa - tal qual um 'coma social auto-induzido', com a sensação de total impotência e com a pueril crença de que, daqui a algum tempo - talvez por um milagre até - tudo isso chegue ao fim... Será?

Uma questão decorrente me intriga: se em público, ou no pouco que se sabe daquilo que escapa ou 'vaza' dos círculos do poder, somos achincalhados e tratados com tamanho desplante, como será então nos circulos restritos de companheiros e familiares? Afinal, se tal qual acontece com um iceberg, o que vemos - e ouvimos, nesse caso - é apenas uma parte ínfima do todo, é de se supor...

12.6.07

O governo da piada pronta.

O governo vai dar posse ao Mangabeira e mudar o nome da Secretaria: Passa de SEALOPRA - Secretaria Especial de Ações de Longo Prazo, para SEPEST - Secretaria Especial de Planejamento Estratégico...

Esse é o governo da piada pronta mesmo. Podem dizer que é perseguição, falta do que fazer... Sei lá mais o quê. Mas não tem jeito...

Essa volatilidade, inclusive no nome de uma secretaria criada para cabidar mais alguns, revela que pode haver de quase tudo um pouco nesse governo. Menos planejamento. Ainda mais de longo prazo. Estratégico, então... Vixe!!!

Ah, claro, isso apenas no que diz respeito ao governo, ao Estado, às coisas públicas.
Com relação ao poder, ocupação de espaços e 'otimização' do uso dos recursos, há, sim, muito planejamento. Ou houve... E o pior: posto em prática.

28.5.07

Contra a corrupção... Privatização! E abaixo os impostos!

Frase do Roberto Jefferson: "No governo Lula, escândalo de corrupção é igual a menstruação: todo mês tem."

Tudo bem. Conseguiram nos convencer que 'todos são iguais', na bandalheira. E que não mais há mais jeito mesmo... Então o negócio é deixar como está para ver como é que fica? Negativo!

Sem essa de que apenas precisamos mudar o sistema eleitoral para ter mais representatividade e menos corrupção! Que isso é importante, sim, é. Mas não creio que seja tudo. Afinal, esquecem-se alguns de que os parlamentares criam as emendas, mas que paga os 'fornecedores' é o Executivo. Quem tem a 'caneta' na mão, e a chave do cofre é o chefe do Executivo, seja ele municipal, estadual ou federal.

Para mim, o grande mal da corrupção é o tamanho do Estado. É um imenso e voraz predador, que entretanto segue sendo sugado por parasitas de toda espécie... E quanto mais lhe sugam o sangue, de mais sangue de suas presas (nós, os 'contribuintes') precisa!

A solução dos problemas de corrupção passa, principalmente, pela diminuição do poder econômico e da presença do Estado em todos os setores da economia, deixando-lhe apenas funções essenciais como a legislativa, a justiça e a segurança pública e nacional. Nada de negócios estatais, que viram cabides de emprego e fontes inesgotáveis de recursos, fisiologismo e escândalos.

E passa também pela diminuição drástica dos impostos. O Estado já detém o poder de polícia e o poder político. Não pode acumular também o poder econômico, tal como o faz hoje e ainda vem aumentando absurdamente. E como conseqüência, aumentando também a corrupção. Enquanto o governo gaba-se de combater a corrupção, mostrando o número de presos e os criativos nomes das operações que se sucedem, eu vejo que, na verdade, a corrupção está é em franca ascedência. Banalizaram e institucionalizaram até a corrupção!!!

Creio que os impostos estão para a corrupção no trato da coisa pública assim como a água está para o mofo (bolor) ou o milho do paiol está para os ratos: quanto mais, melhor!

Então, para estancar a sangria da corrupção, que tal começar pelo corte do 'sangue' em circulação? O dinheiro dos impostos! Menos impostos, menos Estado, menos corrupção. Simples assim.

24.5.07

Máximas do Lalau...

Filho de Américo Pereira da Silva Porto e de D. Dulce Julieta Rangel Porto, Sérgio Marcos Rangel Porto, um cidadão acima de qualquer desfeita, nasceu no Rio de Janeiro em pleno verão, no dia 11 de janeiro de 1923, e ficou famoso anos depois sob o pseudônimo de Stanislaw Ponte Preta. Lalau, como ficou conhecido, era dado a "pensamentos"... Quer ver?

- Quem desdenha quer comprar, quem disfarça está escondendo, mas quem desdenha e disfarça, não sabe o que está querendo.
- Mulher enigmática, às vezes é pouca gramática.
- Nem todo rico tem carro, nem todo ronco é pigarro, nem toda tosse é catarro, nem toda mulher eu agarro.
- Quem diz que futebol não tem lógica ou não entende de futebol ou não sabe o que é lógica.
- A diferença entre o religioso e o carola é que o primeiro ama a Deus, o segundo, teme.
- Tinha tal pavor de avião que se sentia mal só de ver uma aeromoça.
- Mulher e livro, emprestou, volta estragado.
- Consciência é como vesícula, a gente só se preocupa com ela quando dói.
- O sol nasce para todos, a sombra pra quem é mais esperto.
- Há sujeitos tão inábeis que sua ausência preenche uma lacuna.

Fonte: Nova Manhã - http://www.programanovamanha.com.br, citado em http://carreiras.empregos.com.br/carreira/administracao/piadas/index.asp

22.5.07

Faze-me justiça, ó Deus!

Texto do pastor Alejandro Bullón a respeito de Salmo bem propício para o momento que vivo. Principalmente a última oração...

"Faze-me justiça, ó Deus, e pleiteia a minha causa contra a nação contenciosa; livra-me do homem fraudulento e injusto." Sal. 43:1.

Outro dia, uma senhora perdeu a guarda do filho, só porque o marido tinha muito dinheiro e contratou os melhores advogados. A senhora estava revoltada e decidiu fazer um trabalho de macumba contra o marido. Foi nessas circunstâncias que ela conheceu o evangelho e aceitou a Jesus.

Para aquela mulher e tantas outras pessoas que sofrem injustiças, a oração do salmista deve ter muito sentido. Fraude e injustiça andam de mãos dadas. O fraudulento usa a mentira, o disfarce, o engano e a astúcia como armas.Compra consciências e acha que tem o controle da vida. Quando você é vítima de alguma injustiça, pode chegar até o fundo do poço. Era assim que Davi se sentia. Ele diz no verso 2: "Por que me rejeitas? Por que hei de andar eu lamentando sob a opressão dos meus inimigos?"

Rejeição e opressão. Na há nada mais doloroso do que se sentir rejeitado. Nada mais humilhante do que estar oprimido. A vítima da injustiça perde a auto-estima e cai na depressão.

Aonde vão os filhos de Deus diante das adversidades? Quando você acha que a vida não está sendo justa com você, quando bate às portas das oportunidades e todas se fecham?

O salmista sabia aonde ir. Ele implora a Deus por justiça. "Faze-me justiça, ó Deus", ele clama. Fazer justiça, do verbo hebraico shapat, tem um sentido jurídico. Shapat expressa a atividade de uma pessoa que atua como intermediária entre duas partes que estão em conflito.

Na vida espiritual, também existe um conflito permanente. Não é justo o que o inimigo faz com os filhos de Deus na Terra. Não é justa a maneira como ele destrói famílias, estraçalha sonhos e acaba com as pessoas.

A morte de Cristo na cruz do Calvário foi a resposta divina ao clamor humano. Nunca houve e nunca haverá ato vindicatório maior que o sacrifício de Jesus na cruz.

Por isso, hoje, não se sinta diminuído diante das injustiças da vida. Levante a cabeça, olhe o horizonte de oportunidades que Deus apresenta diante de você e clame: "Faze-me justiça, ó Deus, e pleiteia a minha causa contra a nação contenciosa; livra-me do homem fraudulento e injusto."

8.5.07

Coisas que não aprendemos mais na escola...

Esta curiosidade me foi enviada pelo Anderson. É algo fantástico que já não vemos no dia-a-dia de nossas escolas, infelizmente mais preocupadas com o 'social' e com as 'mobilizações'...

"Há mais de mil anos um gênio marroquino concebeu as figuras de 0 a 9 que hoje nós conhecemos como numerais arábicos. Ele moldou as figuras de tal forma que cada uma apresentasse o número correspondente de ângulos. O número 1 contém um ângulo, o 2, dois ângulos, o 3, três ângulos, etc. O zero, significando nada, não tem nenhum ângulo. Veja como então esses numerais eram escritos:


"

Ah, que falta nos fazem os verdadeiros mestres, aqueles realmente preocupados com a informação, com a formação e em despertar a curiosidade dos alunos para a pesquisa...

23.4.07

Virgínia, Michael Moore, Colombine e MST... Algo a ver?

Quem tem olhos para ver, que veja. Quem tem ouvidos para ouvir, que ouça.

A cobertura que a mídia - especialmente a mídia deztepaiz - vem dando ao massacre na Virgínia é impressionante. Alguns querem nos fazer crer que a grande culpa é a da liberdade para a compra de armas naquele estado. São os mesmos que fizeram maciça propaganda pelo "SIM" no plebiscito e receberam um sonoro "NÃO". Mas a democracia só é válida quando comporta os resultados esperados por eles, não é mesmo? Por isso agora voltaram à carga. Eu resisto a tentação de fazer uso de um raciocínio lógico para analisar o que dizem. É um total desrespeito à nossa inteligência!!!

O tal assassino disse, nos seus vídeos, que os criminosos de Colombine eram seus heróis... Michael Moore teria como nos explicar isso? Afinal, é dele grande parte da responsabilidade pela transformação do episódio em um mito universal...

O rapaz disse ainda que seu ato era uma resposta de um ser indefeso... Hum, vejamos: um ser indefeso entra - armado com duas pistolas automáticas - em uma escola onde vários de seus ameaçadores algozes o aguardam armados, em sua prepotência, de esferográficas, mochilas, livros, cadernos e gizes... Entendi bem ou será preciso um desenho? Ai, esse discurso de 'excluído', de preto oprimido que tem direito de se revoltar contra os brancos opressores...

O script todo me traz também à lembrança as imagens de uma turba ensandecida, armada de foices, facões e enxadas, avançando sobre um pequeno grupo de policiais, que recuam e tentam se esconder atrás de um caminhão. Armados, atiram contra a horda, como último recurso de defesa. Morrem nove. O nome do episódio? "O massacre de Carajás". É preciso dizer algo mais?

Como dizem alguns articulistas, o comunismo precisa de cadáveres, e como sabe produzí-los aos milhões!

Esse tipo de mídia tem muita culpa nesses casos. E continua errando! Será apenas incompetência?

Posso estar totalmente enganado. Mas fazer essa leitura "social" do episódio, e dar publicidade ao caso e às declarações do terrorista em questão só geram incentivo para que outras mentes doentes busquem o mesmo... Não é?

10.4.07

Amenidades...



Depois da Páscoa em Minas com muita pamonha, doce de leite, queijim... Rio de Janeiro. Amenidades...

Para começar, pastel de camarão e bolinho de bacalhau no Belmonte da praça Ozório, com meu amigo Villa (sem álcool no horário de almoço, certo?)... Mas empada não, que é traição, né? Empada só na Esquina das Empadas, em Curitiba, as mais deliciosas empadas... Hehehe!!!

Depois, cervejinha gelada no Garota de Ipanema, esquina da Prudente de Moraes com a Vinícius de Moraes, e água de côco geladinha na praia de Ipanema, com caipirinha de sobremesa, de frente pro mar, porquê ninguém é de ferro, né?

Ótima maneira de começar a semana...

Amenidades!!!

9.4.07

É possível?

Nos gestos do cotidiano, nos fatos do dia-a-dia, mesmo nas coisas mais corriqueiras podemos ver porquê chegamos ao ponto onde estamos.
 
Retornando ontem de Minas Gerais, onde fomos curtir a família durante a Semana Santa e a Páscoa, encontramos a rodovia Fernão Dias congestionada entre Extrema-MG e Atibaia-SP. Passamos quase duas horas em um trecho de menos de cinquenta quilômetros.
 
Durante este período ficamos observando, indignados e impotentes, ao festival de desrespeito promovido por muitos motoristas 'espertinhos', que vão trafegando e ultrapassando - alguns em alta velocidade - pelo acostamento. Um deles - do tipo 'mano bróder', de gorrinho na cabeça - ao ser questionado por nós, se mostrou ofendido e se declarou 'inteligente' por fazer aquilo. Ou seja, burros éramos nós, por aguardarmos, pacientemente, o fluxo normal dos veículos... Como determina a lei.
 
Além disso, ficamos estarrecidos ao ver uma viatura da Polícia Rodoviária Federal abrir caminho entre as duas fileiras de carros parados na pista, que tiveram que se espremer nas laterais, enquanto os 'inteligentes' passavam, numa boa, pelo acostamento. Até onde eu saiba, uma das funções do acostamento é exatemente a de permitir o tráfego de veículos de socorro, emergência, e oficiais, nessas circunstâncias...
 
A maioria dos 'inteligentes' portavam placas de São Paulo, capital, uma vez que a Fernão Dias (BR-381) nos conduzia para lá. Justamente para a cidade com o trânsito mais caótico do Brasil e que, por isso mesmo, deveria imprimir aos seus motoristas o mais expressivo respeito à lei.
 
Espetáculo deprimente, que me leva a concluir, mais uma vez: como poderemos, algum dia, cobrar lisura nos procedimentos e respeito à lei, se sequer consegue-se o respeito à um regulamento elementar como o Código de Trânsito Brasileiro (Lei Federal 9.503, de 23/09/1997), que estabelece como penalidades para tal 'inteligência':
"...
Art. 193. Transitar com o veículo em calçadas, passeios, passarelas, ciclovias, ciclofaixas, ilhas, refúgios, ajardinamentos, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento, acostamentos, marcas de canalização, gramados e jardins públicos:
    Infração - gravíssima;
    Penalidade - multa (três vezes).
...
Art. 202. Ultrapassar outro veículo:
I - pelo acostamento;
II - em interseções e passagens de nível;
    Infração - grave;
    Penalidade - multa"
 
Não é a primeira vez que presenciamos tal fato, e, infelizmente, acredito que não será a última.
 
É possível?

Curiosidades sobre o Iraque.

Curiosidades sobre o Iraque (a confirmar...), enviadas por meu amigo Vinícius:

01. O jardim do Éden era no Iraque.
02. Mesopotâmia, onde agora é o Iraque, foi o berço da civilização.
03. Noé construiu a Arca no Iraque.
04. A torre de Babel ficava no Iraque.
05. Abraão era de Ur, que ficava no sul do Iraque.
06. A esposa de Isaac, Rebeca, era de Nahor, que ficava no Iraque.
07. Jacó encontrou-se com Raquel no Iraque.
08. Jonas rezou em Nínive, que ficava no Iraque.
09. Assíria, que ficava no Iraque, conquistou as dez tribos de Israel.
10. Babilônia, que ficava no Iraque, destruiu Jerusalém..
11. Daniel esteve na cova dos leões. Onde? No Iraque!
12. Baltazar, rei de Babilônia, viu a "escrita na parede" no Iraque.
13. Nabucodonosor, rei da Babilônia, levou os judeus prisioneiros para o Iraque.
14. Ezequiel fez suas orações no Iraque.
15. Os Reis Magos eram do Iraque.
16. Pedro também fez orações no Iraque.
17. O "Império do Homem", descrito na Revelação (Apocalipse), era a chamada Babilônia, no Iraque.

Israel é a terra mais mencionada na Bíblia. Mas qual a segunda? Isso mesmo! - Iraque, que, na Bíblia, corresponde a nomes como Babilônia, terra de Shinar, Mesopotâmia. A palavra Mesopotâmia significa "entre dois rios", mais exatamente entre os Rios Tigre e Eufrates.
O nome Iraque significa "País com Raízes Profundas". Certamente o Iraque é um país com raízes profundas e de enorme importância na Bíblia. Exceto Israel, nenhuma outra nação tem mais história e profecias associadas a ela do que o Iraque.

Agora, uma informação no mínimo curiosa: Sabendo que os Estados Unidos da América têm como símbolo uma águia, como será que Bin Laden interpretou o seguinte trecho do Corão: "... aquele descrito como o filho da Arábia será acuado por uma águia amedrontadora. As garras da águia serão sentidas por todas as Terras de Alá e Lot, quando alguns dos povos tremerão no desespero e no júbilo. Quando as garras da águia limparem as terras de Alá, haverá Paz. " ) - Corão (9:11).

Atenção ao número do verso do Corão: 9:11 (Setembro, 11)

Curioso?

3.4.07

Infelizmente não é só aqui que essas coisas acontecem...

PLANTÃO INFO / 04/2007 / TI

Agência nuclear americana perde 20 PCs
Segunda-feira, 02 de abril de 2007 - 15h18

Felipe Zmoginski, do Plantão INFO.

2.4.07

Voltando ao ar... Ou ao chão, o que é melhor nesses tempos....

Semana passada recebi a visita de uma pessoa a quem prezo muito, quer seja pela experiência de vida, quer seja pela capacidade de raciocínio, pela profundidade dos conhecimentos e pela simplicidade com a qual consegue carregar tudo isso consigo.

Veio, como um anjo, me orientar, trazer alento e ao mesmo tempo me cobrar, chamar à responsabilidade. Me disse que temos responsabilidades, sim, quanto a reverter esse quadro de país agonizante, casa da mãe joana e fundo de poço no qual se transformou o Brasil. Creio ser desnecessário qualquer comentário ou citação de fatos para demonstrar isso...

Foi providencial. O momento em que vivo pessoalmente posso compará-lo à fantasiosa atitude do avestruz, que, frente ao perigo, enfiaria a cabeça em um buraco. Não é ato de covardia... É de completo desânimo. Espero que seja apenas uma fase...

Hoje recebi um e-mail de um grande amigo, a quem também muito admiro e considero, e que me cobrou da ausência aqui no blog... Confesso-lhe, meu caro, que já havia mesmo pensado em parar de escrever. Para quê? Para quem? Ser uma voz que clama no deserto das atitudes, do respeito às leis, da moral, do conhecimento? Difícil...

Mas esses dois 'anjos da guarda' conseguiram seu intento: não vou baixar a guarda! Vou morrer lutando...

Aguardem!

22.3.07

Artigo: Bento XVI não escreveu "O divórcio é uma praga"

Um cochilo, ou o cansaço do tradutor, levou-o a confundir uma palavra italiana com uma semelhante em português. A palavra portuguesa "praga" em italiano se diz: "peste". E "piaga" em italiano significa "CHAGA" em português!

Teve grande repercussão nos meios de comunicação em nosso país, o termo "praga" que teria sido usado por Bento XVI, em sua Exortação Apostólica Pós-Sinodal: "Sacramentum Caritatis", referindo-se com ele ao divórcio e, de certa forma, magoando os corações daqueles que vivem um divórcio.

Todos os que constituem uma família, o fazem na esperança da construção de um sonho e projeto de vida com uma pessoa de sua atenta, criteriosa e dedicada escolha. Mas sabemos que cada pessoa é um mistério. Só o tempo e a convivência nos permitem um conhecimento verdadeiro e mais profundo daqueles que amamos.

E, por mais criteriosa que tenha sido tal escolha, não são poucos os que, entre lágrimas de decepção e de dor, vêem cair por terra as esperanças de uma vida feliz no casamento. Em toda separação matrimonial, há um mais inocente que o outro. E toda e qualquer separação, ainda que, inicialmente eufórica por um dos parceiros no amor, ela carrega o amargor da decepção, da dor e da frustração. Em meus 38 anos de sacerdócio, todos eles sempre muito perto de tantos e tantos casais, testemunhei o cair de lágrimas amargas dos olhos daqueles que se viram compelidos a uma separação matrimonial. Sofre o casal, sofrem as famílias envolvidas, sofrem muito mais os filhos. Aprendi que: "a caneta que assina o divórcio tem como tinta a lágrima dos filhos!" Ainda que na separação matrimonial se busque uma situação melhor de vida emocional, permanece a dor da frustração de um primeiro amor não correspondido.

Bento XVI, ao longo de toda sua vida de serviço à Igreja, soube se manter bem perto das pessoas, nas suas alegrias e nos seus sofrimentos. Ele nasceu de uma família. Nenhuma família vive isolada do mundo, das pessoas, do povo em geral. Ele testemunhou, seguramente, também, as dores e lágrimas de seus amigos que se viram constrangidos a uma separação.

Suas palavras, nessa Exortação Apostólica, retratam com cores bem vivas o quanto o divórcio significa de sofrimento para o casal e para suas famílias.

Ele usa a palavra "CHAGA", para significar tanta dor. O dicionário Aurélio assim define chaga: "ferida aberta; cicatriz deixada por essa ferida". O dicionário Houaiss usa quase as mesmas expressões: "ferida aberta, supurada; marca provocada por essa ferida".

Li o texto em sua versão oficial, em italiano, que cito, em breve. O texto italiano usa a palavra "CHAGA"! Vejamos, antes, o texto correto:

"Por isso, é mais que justificada a atenção pastoral que o Sínodo reservou às dolorosas situações em que se encontram não poucos fiéis que, depois de ter celebrado o sacramento do Matrimônio, se divorciaram e contraíram novas núpcias. Trata-se dum problema pastoral espinhoso e complexo, uma verdadeira chaga do ambiente social contemporâneo que vai progressivamente corroendo os próprios ambientes católicos. Os pastores, por amor da verdade, são obrigados a discernir bem as diferentes situações, para ajudar espiritualmente e de modo adequado os fiéis implicados".

Cito o texto oficial em italiano, na frase específica: "Si tratta di un problema pastorale spinoso e complesso, uma vera PIAGA dell`odierno contesto sociale che intacca in missura crescente gli stessi ambienti cattolici".

O Papa tem muito carinho e afeto com todos aqueles que vivem em situação de divórcio e pede aos Bispos e Sacerdotes que "procurem ajudar de modo adequado os fiéis".

Infelizmente, o estrago de um erro grave de tradução já está feito em nosso Brasil que se prepara para acolher o Santo Padre o Papa Bento XVI.

Agradeço a todos os sites, jornais e periódicos católicos, Diocesanos e Paroquiais que reproduzirem a publicação deste artigo, para que se desfaça, ao menos entre nós católicos o mal-entendido lançado por uma tradução incorreta.

Dom João Bosco Oliver de Faria
Bispo de Patos de Minas (MG)

21.1.07

Parabéns, Doutor Rodrigo!!!

Nessa semana que passou tivemos um evento digno de comemoração (e como foi comemorado!!!) e de nota: a formatura de nosso amigo Rodrigo Rocco como médico pela UFPR.

Muita festa, muita alegria. Momentos inesquecíveis, como devem ser esses momentos de nossa vida que são como marcos em nossa fulgaz existência terrena.

Rodrigo faz parte de uma família especial: seus pais, Gaspar e Tereza, são por demais cativantes. Fábio, meu colega de turma de Tecnologia na UTFPR é mais que um amigo: é um irmão. Junto com os dois 'Brunos' , o Villa e o Baumel (vulgo Contenda), formamos um grupo de amigos que já é quase uma seita, uma irmandade mesmo... Também tive a grata satisfação de conhecer o terceiro irmão, o Rogério, de uma simpatia cativante, junto com sua esposa e a filhinha.

Pois bem. Num momento em que a instituição da família, bastião da sociedade e da pátria, segue atacada por todos os lados, me vem o exemplo dessa famíla e as conquistas que vai acumulando, grandiosas e singelas ao mesmo tempo. Uma bela família, unida, com notórios valores e belos ideais. E as conquistam vão acontecendo, quase que naturalmente, apesar das também naturais dificuldades. Como é incontestável a relação entre a solidez de uma família e a capacidade de conquistar dos seus membros!

Tivemos uma semana especial compartilhada com esses nossos amigos. E como cada momento foi especialmente saboreado!!! Até o café da manhã de hoje, em companhia do Rodrigo e de sua namorada Débora, outra recém-formada em medicina e tão especial e vitoriosa como ele. Além do Contenda (vulgo Bruno Baumel, ou vice-versa) e a Daniane, sua namorada, colega de turma do Rodrigo, também vitoriosa em sua jornada. A propósito, as duas, Débora e Daniane, também já foram devidamente entronizadas na 'irmandade', com as bençãos de minha esposa, Rogéria. Como já ocorrera com a Fernanda, esposa do Fábio.

Essa amizade especial, pura e completa, me faz sentir todo o orgulho do mundo pela conquista do Rodrigo e de sua família. E também me leva , além de postar essa singela nota-homenagem no blog, a desejar-lhe todo o sucesso na carreira de médico, que ora se inicia, e da qual sequer podemos imaginar a complexidade e as dificuldades a serem superadas. Mas que fique-lhe a certeza de sempre poder contar - como já foi até agora e será sempre, a qualquer momento - com a torcida, o apoio e o amparo da família e dos amigos verdadeiros, como nós.

Parabéns, Doutor Rodrigo!!!