Google+ Followers

24.8.07

É fogo!!! (2)

Nessa época do ano, próxima ao final do inverno, são alarmantes as notícias sobre queimadas e incêndios por todo o país.

Parques, florestas e reservas ardem cercadas por chamas de impressionante vigor. Pode-se dizer que o verde de nossas matas recebe um "colorido especial", um mosaico de fumaça, chamas, carvão e cinzas... Que tristeza!!!

Mas há uma compensação. Sim, há uma boa notícia, meus caros!!! Assisto pela TV, incrédulo, à uma espetacular mobilização nunca antes vista neste país -para usar uma frase em moda, quase obrigatória mesmo. ONGs das mais diversas áreas do pais, ecologistas, defensores do verde, das matas, dos micos-leões e da ararinha, "margaridas" e sem-terras, agentes da pastoral da terra, IBAMA, INCRA, Green Peace, SOS Mata Atlântica, SPVS, uma imensa legião de guardiães da natureza, milhares, milhões enfim... Todos se unem aos minguados e sofridos bombeiros e defensores civís para apagar o fogo! É impressionante ver tamanho desprendimento e dedicação à essa nobre causa!

E como trabalham! Com o mesmo afinco com que defendem a natureza da selvagem exploração capitalista, dos horríveis latifundiários, das multinacionais e dos transgênicos, avançam bravamente contra as chamas e as detem! Como é lindo ver tamanha força e coragem! Isso sim é que é defender uma causa!!! Que exemplo!!!

Não? Não é isso que acontece? Sonhei? Estou redondamente enganado? Sério? Oh, que horror!
São apenas alguns bombeiros? Minguados agentes da defesa civil? Pouquíssimos voluntários e alguns abnegados agricultores? Oh, não!!!

Nem mesmo o beija-flora da fábula, "fazendo a sua parte"? Que decepção!!!

É fogo!!!

É fogo !!!

Algumas coincidências me causam estranheza. Até mesmo porque - talvez pelo fato de trabalhar desde há muito na área de tecnologia - sou avesso à crença cega em coincidências.
 
Há alguns dias venho acompanhando no noticiário em geral um especial destaque dado às notícias envolvendo soldados do corpo de bombeiros. Bombeiros sequestradores, ladrões... Criminosos, enfim. Curiosamente, bem há pouco tempo foi divulgada uma pesquisa evidenciando que o Corpo de Bombeiros é uma instituição que inspira confiança na população em geral. Confiança esta bem acima da média de outras instituições, como a Polícia Militar e a própria mídia. Será que os bombeiros ficaram descontentes com tal deferência, e repentinamente passaram para "o outro lado", o dos bandidos?
 
Será que, como em qualquer outra instituição, sempre houveram os "maus bombeiros", mas até então não mereciam a devida atenção? Ou será que, dado o resultado da pesquisa, cabe também uma desmoralização da corporação, para que passemos a temer também os bombeiros? Já que, pela cartilha vigente, não podemos contar com a polícia, com as autoridades... Mais uma instituição desmoralizada? E agora - como exclamaria aquele vermelho herói mexicano, - quem poderá nos defender? Será que não é exatemente esse o propósito de tanta evidência? Ou será apenas concidência? Mistérios...
 
É fogo!!!

17.8.07

Nós, os palhaços!

O palhaço é uma figura especial. Apesar de ser associado freqüentemente a algo ruim, de ser até mesmo um xingamento - creio que por algum desses infelizes desvios que acontecem com as palavras – a palavra "palhaço" deveria estar associada à alegria, à diversão.

Mas não é nesse sentido que usamos a expressão "ser feito de palhaço", e sim para referirmo-nos àquele que sempre leva a pior, que se dá mal, que leva os tombos, os baldes de água, as explosões e as tortas na cara... Enfim, se dá mal, para que outros se divirtam. Para que riam dele. De suas peripécias ou infortúnios.

Difícil de entender? Não. Talvez para os bem-intencionados, não. Para os preparados intelectual e culturamente, não. Para os honestos e sinceros, não. Mas não é o caso do apedeuta. E nem de sua claque, incluídos aí os aproveitadores de plantão, entre os quais o que por ora ocupa o governo do Rio de Janeiro.

No dia de ontem, em mais um surto de superação asnática, o apedeuta quis passar um pito em manifestantes no Rio de Janeiro, dizendo que eles não teriam maturidade política. Claro, para ele maturidade política é o que têm os "usuários" do bolsa esmola, dispostos a aplaudir até mesmo um futum de Sua Inçelença...

Aliás, aqui é necessário fazer um breve interregno. O apedeuta também falou sobre essa preciosidade. Disse que as pessoas criticam o bolsa esmola mas não criticam as bolsas, de valor muito maior, que o Governo dá para alguns poucos - muito poucos, demasiadamente poucos, diga-se de passagem – estudarem no exterior. Mesmo desconsiderando a conhecida desonestidade intelectual do dito cujo, é difícil colocar no mesmo cesto duas coisas tão distintas: bolsas de estudo, para pessoas que se destacam e que – invariavelmente, por sua dedicação e esforço próprio - demonstram que podem evoluir e contribuir mais e de maneira melhor para o país, para a sociedade e para os seus. Para isso, dedicam-se, esforçam-se, produzem, destacam-se. Agregam valor e conteúdo. Fazem, enfim. E do outro lado, temos o bolsa esmola. De origem decente, bem-intencionada até, - e cabe ressaltar, criada pelo governo anterior - deveria contemplar desassistidos momentaneamente, de forma a lhes dar dignidade e condições para, com seu próprio esforço, abandonarem rapidamente a situação de miséria e mendicância. Mas a ganância petista por poder absoluto e eterno enxergou aí uma incrível máquina de perpetuação no poder. Expandiu e transformou o projeto original em uma incomensurável fábrica de popularidade lulista e de votos, colocando seus usuários em uma armadilha. E de quebra ainda é uma arma político-eleitoral-ideológica arrasadora, quase uma "big fat" sobre a hiroshima daqueles que ousam questionar o uso desvirtuado. É difícil reconhecer isto, mas a verdade é que a "produção" dessa massa de "usuários" do bolsa esmola é destinada quase totalmente aos esgotos – a maior parte a céu aberto - depois de passar pelo processo digestório... Nesse aspecto em quase nada difere de suas opções eleitorais, na maioria das vezes...

Voltando à questão, somos sim, palhaços. Vivemos frente a um bando de aproveitadores - uma quadrilha mesmo, como disse o Procurador – que cresce continuamente e ri de nossa situação ridícula, ordenando o "relaxa e goza", mostrando o "top-top-top fuc-fuc-fuc" ou dizendo que pagamos CPMF e nem sentimos... Entre outras preciosidades. E isso é apenas o que chega até nós. Imaginemos como seria em ambientes privados, fechados ou no círculo íntimo...

Nós somos palhaços, Sua Inçelença. Temos sido continuamente feitos de palhaços, de bobos e idiotas pelo senhor e por todo o bando. E se haverá, algum dia, um protesto dos verdadeiros palhaços – os que fazem palhaçadas por amor à profissão – contra nossa condição de palhaços, não será pelo fato de denegrir a imagem deles: será pela concorrência desleal. Afinal, somos em imaior número. A contar pelos resultados da última eleição, somos mais de sessenta milhões, nós, os palhaços que não lhe queríamos novamente no poder.

16.8.07

Vencedor X Derrotado

O vencedorO derrotado
Diz: "Se é para vencer, é comigo mesmo!"Diz: "Não posso fazer nada..."
Transforma sonhos em realidadeTransforma a realidade em sonhos
Dá forçaControla
Diz: "Vamos descobrir"Diz: "Niguém sabe"
Faz parte da soluçãoFaz parte do problema
Não tem medo de perderTem medo de vencer
Arranja tempoPerde tempo
Assume compromissosFaz promessas
Diz: "Vou fazer!"Diz: "Vou tentar..."
Diz: "Sou bom, mas não tanto quanto posso ser!"Diz: "Não sou ruim como muitas outras pessoas!"
OuveSó espera sua vez de falar
Vê as pessoas fazendo coisas certasVê as pessoas fazendo coisas erradas
Aprende com os outrosSe ressente com quem sabe mais
Vê oportunidadesVê problemas
Faz!Fala em fazer...
Sente-se responsável até pelo trabalho que não é seuDiz: "Sou apenas um empregado..."
Diz: " Tem de haver um jeito melor de fazer isso!"Diz: "Isso sempre foi feito desse jeito!"
Elogia os outrosReclama dos outros
Está disposto a pagar o preçoQuer tudo de "mão beijada"
Espera o sucessoEspera o fracasso

Autor: Wolf J. Rinke, no livro "As 6 estratégias para vencer na vida, no amor e nos negócios".

15.8.07

Sejamos girassóis!

Assim como os outros órgãos dos sentidos, nossos olhos são seletivos.
Nós focalizamos o que queremos ver e deixamos de ver o restante.
Então, escolha focalizar o lado melhor, mais bonito, mais vibrante das coisas, assim como um girassol escolhe sempre estar virado para o sol!
 
Você já reparou como é fácil ficar de baixo astral? "estou de baixo astral porque está chovendo, porque tenho uma conta para pagar, porque não tenho exatamente o dinheiro ou aparência que eu gostaria de ter, porque ainda não fui valorizado, porque ainda não encontrei o amor da minha vida, porque a pessoa que eu quero não me quer, porque..."
É claro que tem hora que a gente não está bem. mas a nossa atitude deveria ser a de uma antena que tenta, ao máximo possível, pegar o melhor sinal, ou seja, o lado bom da vida. Na natureza nós temos uma antena que é assim: o girassol! Mesmo que o sol esteja escondido atrás de uma nuvem. Nós temos que ser mais assim, aprender a realçar o que de bom recebemos. Aprender a ampliar pequenos gestos positivos e transformá-los em grandes acontecimentos. Temos de treinar para sermos girassóis que buscam o sol, a força, a beleza.
 
Por que só nos preparamos para as viagens, e não para a vida, que é uma viagem? Apreciar o amor profundo que alguém em um determinado momento dirige a você. Apreciar um sorriso luminoso de alegria de alguém que você gosta. Apreciar uma palavra amiga, que vem soar reconfortante, reanimadora. Apreciar a festividade, a alegria, a risada. E quando estivéssemos voltando a ficar mal-humorados, tristonhos, desanimados, revoltados, que pudéssemos nos lembrar de novo de sermos girassóis.
 
Selecione o melhor desse mundo, valorize tudo o que de bonito e bom que haja nele e retenha isso dentro de você. É este segredo de quem consegue manter um alto grau de vitalidade interna!
 
(Autor desconhecido – se alguém souber ou puder identificar, peço que me informe...).

 

Pensamento do dia.

Quem tem boca vaia Lula. Quem tem "boquinha" não!

14.8.07

Menos impostos! Contra a CORRUPÇÃO, dinheiro na mão do CIDADÃO!

Meus caros:

Só há uma coisa que podemos fazer contra a corrupção: secar a fonte! Isso mesmo, secar a fonte. Lutar contínua e desesperadamente pela diminuição dos impostos.
 
O raciocício é bem simples: Menos imposto = menos dinheiro na mão do Governo. Menos dinheiro na mão do Governo = menos corrupção!!!
 
Vamos começar pela CPMF, o mais cínico ("C" de "Contribuição" e "P" de "Provisória" !!!), mais enganoso (foi criado para gerar recursos para a Saúde!!!) e mais cruel de todos os impostos, pois atinge à todos de forma velada e nenhum benefício trouxe à população!
 
Entre nessa luta junto comigo!!! É cidadania, é coragem, é AÇÃO!!!
 
Menos impostos! Contra a CORRUPÇÃO, dinheiro na mão do CIDADÃO!
 
Fiesp faz abaixo-assinado contra a CPMF: http://www.contraacpmf.com.br/