Google+ Followers

29.5.13

Oração às refeições.

Como bom cristão e católico tenho o hábito de agradecer ao Senhor pelas refeições. Eis a minha oração:

"Agradeço Senhor pelos alimentos que partilharemos nessa refeição. Peço-Lhe que os abençoe e a todos aqueles que trabalharam para que chegassem à essa mesa, para que todos possamos participar juntos no banquete eterno que preparaste em Teu reino. Fazei também, Senhor, que jamais lhes faltem nesse mundo os alimentos, a saúde e a Sua paz. Amém."

27.5.13

Cuide dos dons que Deus lhe deu!

Veja o bem que Deus lhe fez:
- Pés para caminhar;
- Mãos para trabalhar;
- Língua e voz para falar;
- Olhos para ver;
- Ouvidos para ouvir;
- Inteligência para pensar;

E um coração para sentir e amar!

Pode ser que Ele queira, de repente, tomar emprestados todos ou qualquer um desses dons da vida para ir ao encontro de quem precise, para falar a quem O chame, ensinar ao que pede, consolar aquele aflito que chora... 

Você tem tudo em ordem para servir ao Senhor?

Extraído de "Comece o dia feliz", de J. S. Nobre - Edições Paulinas, São Paulo-SP, 1990.

14.5.13

Big Data = Dadão!!!

Acabo de ler na revista Veja desta semana que a expressão Big Data ainda não tem tradução adequada para o português. Então deixo aqui minha singela contribuição: Big  = Grande, Data = Dado, logo Big Data = Dado Grande, ou Dadão. 

Esse termo fica ainda mais adequado depois de ler toda a matéria e saber que os dados sobre tudo o que somos, fizemos, fazemos e deixamos de fazer estão a circular por aí, e são obtidos "de graça", isto é, são dados dados mesmo!!! É tudo Dadão!!!

3.5.13

O verdadeiro amor.

O verdadeiro amor é aquele que não nasce do corpo, porque é do espírito, que não provém do homem, porque vem de Deus. 

Eis aí a grande pregação da felicidade, da paz, da concórdia, da fraternidade e da justiça.

O apóstolo João escreve: "Nisto conhecemos o amor de Deus, em dar ele a sua vida por nós, e também nós devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos. Quem possuir bens deste mundo e ver o irmão sofrer necessidade, mas fechar-lhe o seu coração, como pode estar nele o amor de Deus?" (1Jo 3,16-17).

Extraído de "Comece o dia feliz", de J. S. Nobre - Edições Paulinas, São Paulo-SP, 1990.