Google+ Followers

24.9.13

Inscrições abertas - Mestrado em Computação Aplicada da UTFPR

O PPGCA - Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada da UTFPR (antigo CEFET-PR) está com inscrições abertas para seu curso de Mestrado Profissional. O curso é gratuito, reconhecido pela CAPES/MEC e tem duração estimada de 2 anos. Todas as atividades do curso são desenvolvidas no campus Curitiba.

Os objetivos do PPGCA são qualificar recursos humanos na área de computação aplicada, para atender a demanda da região por profissionais qualificados em pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação tecnológica, gerar conhecimento tecnológico e científico para solucionar problemas regionais e nacionais no setor de tecnologia da informação e comunicação e permitir a transferência tecnológica entre a Universidade e empresas, por meio de parcerias e do desenvolvimento conjunto de projetos.

O PPGCA tem como área de concentração a Engenharia de Sistemas Computacionais, que abrange a concepção, construção, avaliação e otimização de sistemas computacionais,
assim como as questões relacionadas ao hardware, software, informações, fatores humanos, métodos e documentação. Os docentes e alunos do PPGCA atuam nas seguintes linhas de pesquisa:

- Engenharia de Software
- Processamento Gráfico
- Redes e Sistemas Distribuídos
- Sistemas Embarcados
- Sistemas de Informação
- Sistemas Inteligentes e Lógica

As inscrições para o ano letivo de 2014 estão abertas até o dia 8/11/2013. Mais detalhes sobre o PPGCA, o curso de Mestrado e o processo seletivo podem ser encontrados no site do programa: http://www.ppgca.ct.utfpr.edu.br.

6.9.13

Nunca sacrifique as suas convicções!

Aprenda a sacrificar suas preferências e os seus privilégios, mas nunca sacrifique as suas convicções.

Os privilégios e as preferências são coisas supérfluas, com as quais você vive e sem as quais também. Elas são coisas que vêem de fora para você. Não são essenciais à sua vida.

Já as convicções, estas nascem de dentro para fora, são partes do seu "EU", são substâncias da sua personalidade.

Respeite-as e viva de tal modo que os outros se creiam obrigados a respeitar-lhe e às convicções que tem.

Extraído de "Comece o dia feliz", de J. S. Nobre - Edições Paulinas, São Paulo-SP, 1990.