Google+ Followers

24.6.07

Complexo de Fernandinho Beira-Mar...

As recentes declarações de otoridades, companheiros e adevogados sobre a tal incapacidade do irmão do Presimente para operar como lobista - ou seja, para cometer os crimes que lhe são atribuídos - são, no mínimo, curiosas.

Primeiro pelo fato de antagonizar com a corrente dominante de pensamento - esquerdista, diga-se de passagem - a qual dita que é justamente a origem humilde, a falta de recursos e a falta de formação que levam as pessoas à criminalidade. A tal 'desigualdade social', responsável por todas as mazelas deztepaiz... Não é curioso? Quando é para culpar as Zelites, distribuir a culpa por toda a sociedade, então bandido é de origem humilde, pobre e ignorante... Já quando é para responsabilizar um irmão do Presimente, isso torna-se álibi!

Em segundo lugar, como já se cansou de dizer, essas características que teoricamente absolvem o irmão também são as mesmas usadas para inocentar o Presimente, que nada sabe, nada vê... Mas se um pôde chegar, com toda essa carga de "malefícios", à presidência, então o outro não seria capaz de se tornar um "simples" lobista? Ora, ora, ora...

Depois de todas inovações trazidas pelo partido dominante, agora mais uma: o Complexo de Fernandinho Beira-Mar. Ou seja: para ser imputável, o bandido agora tem que ser intelequitual...

A recíproca é mais fácil de aceitar, pois o que existe de intelequitual bandido neztepaiz...

18.6.07

Rádio Camanducaia II.

Recebi uma agradável resposta do Odayr Baptista, criador da Rádio Camanducaia (http://www.radiocamanducaia.com.br/), mineiro de Poços de Caldas, portanto, gente boníssima!!!

O Odayr tem um trabalho de locutor para comerciais de TV e Rádio que vale a pena ser ouvido, no site Clube da Voz (http://www.clubedavoz.com.br/).

A propósito, me esqueci de mencionar que sou mineiro, natural de Baependi-MG, e me criei em Caxambú-MG e Varginha-MG, todas com as suas respectivas 'Rádio Clube'. E conheço a agradável cidade mineira de Camanducaia, no Sul de Minas, por onde passo sempre que vou à Minas Gerais, desde 1990, quando me mudei para São Paulo e depois para o Paraná, em 1996.

Rádio Camanducaia.

Foi através do blog do Tunico (link aí ao lado) que tive contato com o site da 'Rádio Camanducaia', http://www.radiocamanducaia.com.br.

Criação do Odayr Baptista na década de 70, a virtual Rádio Camanducaia é uma paródia às pequenas emissoras de rádio do interior, que proliferavam naquela época, principalmente em transmissões de AM (Amplitude Modulada).

Em minha infância o rádio foi presença marcante, pois quando o primeiro aparelho de TV entrou em nossa casa, ainda valvulado e preto-e-branco, eu já contava meus onze ou doze anos. Era comum, então, ouvir rádio. Tanto em minha casa quanto na casa dos vizinhos, ou de parentes e amigos que moravam 'na roça', onde passávamos as férias e um ou outro feriado. Aliás, energia elétrica rural era artigo de altíssimo luxo naquela época, e pouquíssimos aparelhos de TV funcionavam à bateria.

A semelhança das 'performances' de Alberto Jr, Alberto Neto e Tanaka Jr. na Rádio Camanducaia com locutores bem menos famosos é impressionante. O site me fez recordar e também me diverte...

Se você é um 4.0 (ou maior litragem) e quer recordar e se divertir, visite o site. Se não, conheça a história e também se divirta. Vale a pena!

14.6.07

Apenas a ponta do ICEBERG...

As palavras da ministra sexóloga que deixaram escandalizados os brasileiros em geral, ontem, na verdade não deveriam surpreender.

Afinal, a atual classe política dominante não parece chegar nunca ao fundo do poço, quer seja no tocante a escândalos, quer seja em matéria de impropérios, asneiras, estultices, mentiras, deboches e assemelhados. Não há limite inferior para essa gente capaz de fazer o diabo em pessoa corar de vergonha. Já o disse, e também já o disseram muitos, parece que o povo brasileiro perdeu a capacidade de se indignar... "Espanou a rosca", como se diz no jargão mecânico. Sou forçado a admitir que penso que isso parece ser mesmo uma estratégia...

Em matéria de escândalos, corrupção e similares, idem. Tudo parece fazer parte de uma absurda normalidade. Talvez isso decorra de uma mistura de desespero de causa - tal qual um 'coma social auto-induzido', com a sensação de total impotência e com a pueril crença de que, daqui a algum tempo - talvez por um milagre até - tudo isso chegue ao fim... Será?

Uma questão decorrente me intriga: se em público, ou no pouco que se sabe daquilo que escapa ou 'vaza' dos círculos do poder, somos achincalhados e tratados com tamanho desplante, como será então nos circulos restritos de companheiros e familiares? Afinal, se tal qual acontece com um iceberg, o que vemos - e ouvimos, nesse caso - é apenas uma parte ínfima do todo, é de se supor...

12.6.07

O governo da piada pronta.

O governo vai dar posse ao Mangabeira e mudar o nome da Secretaria: Passa de SEALOPRA - Secretaria Especial de Ações de Longo Prazo, para SEPEST - Secretaria Especial de Planejamento Estratégico...

Esse é o governo da piada pronta mesmo. Podem dizer que é perseguição, falta do que fazer... Sei lá mais o quê. Mas não tem jeito...

Essa volatilidade, inclusive no nome de uma secretaria criada para cabidar mais alguns, revela que pode haver de quase tudo um pouco nesse governo. Menos planejamento. Ainda mais de longo prazo. Estratégico, então... Vixe!!!

Ah, claro, isso apenas no que diz respeito ao governo, ao Estado, às coisas públicas.
Com relação ao poder, ocupação de espaços e 'otimização' do uso dos recursos, há, sim, muito planejamento. Ou houve... E o pior: posto em prática.