Google+ Followers

24.6.07

Complexo de Fernandinho Beira-Mar...

As recentes declarações de otoridades, companheiros e adevogados sobre a tal incapacidade do irmão do Presimente para operar como lobista - ou seja, para cometer os crimes que lhe são atribuídos - são, no mínimo, curiosas.

Primeiro pelo fato de antagonizar com a corrente dominante de pensamento - esquerdista, diga-se de passagem - a qual dita que é justamente a origem humilde, a falta de recursos e a falta de formação que levam as pessoas à criminalidade. A tal 'desigualdade social', responsável por todas as mazelas deztepaiz... Não é curioso? Quando é para culpar as Zelites, distribuir a culpa por toda a sociedade, então bandido é de origem humilde, pobre e ignorante... Já quando é para responsabilizar um irmão do Presimente, isso torna-se álibi!

Em segundo lugar, como já se cansou de dizer, essas características que teoricamente absolvem o irmão também são as mesmas usadas para inocentar o Presimente, que nada sabe, nada vê... Mas se um pôde chegar, com toda essa carga de "malefícios", à presidência, então o outro não seria capaz de se tornar um "simples" lobista? Ora, ora, ora...

Depois de todas inovações trazidas pelo partido dominante, agora mais uma: o Complexo de Fernandinho Beira-Mar. Ou seja: para ser imputável, o bandido agora tem que ser intelequitual...

A recíproca é mais fácil de aceitar, pois o que existe de intelequitual bandido neztepaiz...

Nenhum comentário: