Google+ Followers

16.2.16

Somos todos Gramsci

A pouco li no blog do Reinaldo Azevedo (http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/parecer-de-janot-sugere-que-ele-nao-quer-punicao-para-dilma-nem-agora-nem-depois/)  um post sobre a "opção" do procurador Janot por condenar empresários e deixar os políticos livres ou aplicar-lhes penas leves, como já ocorreu no Mensalão. 
Reinaldo fala de uma "água" que provoca tal estado...É triste constatar, mas é fato: a imensa massa dos servidores públicos, políticos e autoridades de nosso Brasil é consumidora contumaz desta "água", defensores dos pobres e inocentes "companheiros" que são, diuturnamente, achacados e compelidos por gananciosos empresários – esta raça gulosa e impiedosa que, juntamente com os latifundiários, desgraça o país – a cometerem ilicitudes, desvios e ilegalidades.
Nossos ingênuos políticos, as autoridades acabrunhadas e os servis funcionários públicos, junto aos assessores dos diversos escalões, são vítimas! Basta ler a frase publicada ontem no mesmo blog sob o título "ZELOTES – Documentos reforçam suspeitas sobre Erenice, ex-braço-direito de Dilma" : 'Segundo a PF, o objetivo é averiguar se eles foram "corrompidos" ou foram "vítimas" de tráfico de influência praticado por lobistas'.Não é de uma candura de fazer chorar? 
O raciocínio de Sua Excia, o procurador, é apenas uma pequena extensão deste universo filosófico moldado por décadas a fio por mentes esquerdistas doentias. 
Não "somos todos Lula", mas "somos todos Gramsci"!

Nenhum comentário: