Google+ Followers

20.3.06

O perigoso ESTADO.

Muitos defendem o fortalecimento do Estado, o pai superprotetor dos fracos e oprimidos. Eu defendo o Estado mínimo. Por convicção e por princípio. Menos Estado, menos impostos. Menos Estado, menos impostos... Menos corrupção! É simples assim. Menos Estado, mais agilidade, mais eficiência e mais liberdade. Menos Estado, e menor o risco de vivermos situações como essa que ora vemos. Um crime, um absurdo, uma gritante violação de nossos direitos e da Constituição.

Um humilde e simples caseiro, localizado por jornalistas, dá uma entrevista informando que um Ministro de Estado mentiu. E mentiu perante uma CPI, o que é crime! Convocado para depor na CPI, tem seu depoimento cancelado por força do STF - para mim, um tribunal demasiadamente preocupado com o PT e com o Governo Lula, o que já o diminui em muito na sua importância de "Guardião da Constitução". O mesmo STF que emite aos montes 'salvo-condutos' para depoentes mentirem e omitirem...

E o que acontece? O humilde caseiro, ao buscar apoio na Polícia Federal - outra instiruição que deveria ser séria e expressa cumpridora das leis e da Constituição, mas nisso deixa dúvidas - tem seu sigilo bancário violado, e um extrato de sua conta é emitido. Tenta-se, com isso, provar que fora subornado para desmentir o Ministro. Dura pouco, a tentativa... Afinal, a mentira tem pernas curtas. E os valentes algozes do indefeso caseiro vêem seus esforços, além de se tornarem vãos, voltarem-se contra si mesmos. É o sinismo, a mentira, o quadrilhismo e a incompetência juntos. São as marcas desse governo.

Cabe perguntar:

1) Porquê quebrar o sigilo - ilegalmente - do caseiro, se não por interesses escusos?
2) Qual a acusação que sobre ele pesava, ao de falar a verdade e colocar o Ministro em xeque?
3) Como se conseguiu emitir um extrato somente com o cartão do correntista? Eu sou correntista da Caixa - e confesso - estou seriamente avaliando se devo continuar a sê-lo. Como não gosto desse Governo que aí está, posso ter meu sigilo quebrado por qualquer um desafeto meu que esteja 'alinhado' ou seja 'companheiro'? Afinal, a Caixa é um órgão do Governo, do Estado... subordinada ao Ministro em questão, e ao Presidente da República, em última análise. E a Polícia Federal, um órgão do Governo, do Estado, subordinada ao Ministro da Justiça...Se fazem uso desses recursos ilegais contra um humilde caseiro, imagine contra os demais cidadãos!

E, por fim, a incompetência: imprimir um extrato bancário do caseiro no exato momento no qual ele próprio estava sob os olhos da Polícia Federal... Para quem havia entregado seus documentos e o cartão do banco! Santa incompetência! Somente fico feliz pois assim se comprovam as palavras do Divino Mestre, segundo as quais tudo o que não presta morre por si mesmo. Esse é o PT, seu governo e suas ' técnicas'.

Por isso, aumenta cada vez mais minha convicção: menos Estado, menos impostos. Menos Estado, menos impostos... Menos corrupção! É simples assim. Menos Estado, mais agilidade, mais eficiência e mais liberdade.

Menos Estado, e menor o risco de vivermos situações como essa que ora vemos!

Nenhum comentário: