Google+ Followers

9.7.09

Matéria da Folha Online sobre "golpe" em Honduras.

 
Primeiro leiam: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u587827.shtml
 
Esta desinformação travestida de matéria é um erro do começo ao fim, à exceção da pequena, quase imperceptível, passagem na frase "O objetivo declarado do golpe é barrar a consulta proposta pelo presidente, tampouco prevista legalmente, que abriria caminho para uma nova Carta permitindo a reeleição. ".
 
Se a consulta era ilegal, e o presidente desrespeitou a lei e insistiu em continuar a desrespeitá-la, então não é golpe. Não são todos os países, por menores e menos significativos que sejam, que toleram mandos e desmandos. Democracia pressupõe respeito à lei, ao Estado de Direito, e não à vontade do governante de turno, como vivemos em quase toda a América, Brasil incluso.
 
Peçam à Folha que corrija esse incomensurável erro. E à todos os demais noticiários que insistem na tese.
 
Ainda há tempo.

Nenhum comentário: